Minha Vida na Ponta dos Pés – V (Season Finale)

“Eu vou brilhar apenas para você.”

Enfim, cheguei à Montana. Como nunca reparei na beleza de Great Falls? Há magia nessa cidade, há brilho e há um lugar para mim. Enquanto seguíamos a caminho de casa, reparei em um lago muito especial, e como estamos no verão, pude ver a beleza de todas àquelas árvores, de toda àquela natureza que falta em Nova York, onde esbanjei luxo e mau caratismo. Agora estou pronta. Eu vou esbanjar leveza, gratidão e paz. Mas antes temos que passar na Delegacia para verificarmos a minha situação… Ironia ou não, lembro que passei meus 21 anos sozinha em casa com uma taça de vinho em um apartamento pequeno alugado em Manhattan, NYC. Agora vejo que esses quase três anos fora de casa eu aprendi muita coisa, experiências que precisei passar para me fazer querer ser uma pessoa melhor. E chegamos à Delegacia, mas ao lado dos meus pais eu estou me sentindo segura e confiante como nunca estive antes.

– Sim, Senhor White! Tudo certo com a fiança. Os trabalhos comunitários serão às terças e quintas na fazenda do Senhor McCormack, o irlandês que chegou em nossas terras há alguns bons anos. – Disse o Delegado Harry.
– Obrigada, Harry! Sabia que poderia contar com Great Falls. – Agradeceu meu pai.

***

Engraçado. Cheguei na fazenda dos McCormack e parece que eu conheço aquele caipira ali… Espera! É aquele idiota que me ajudou a fugir! Como era o nome dele mesmo? – me perguntei.

– Olá, Sarah. Lembra de mim? – Perguntou o menino. – Eu sou filho do senhor McCormack, ajudo meu pai aqui na fazenda. Tudo bem com você?

Nossa, como ele é cortês e eu nem lembro o nome dele. Mas para quem era tão feinho mais novo, parecendo O Galinho Chicken Little Russo, ele está bem gato agora…

– O…o…i… Eu… Eu lembro, claro… – Gaguejei
– Jailson McCormack. Imginei que você não lembrasse meu nome ou talvez nunca soube. Bom, temos muito trabalho aqui! Vamos?
– Mas no que eu posso ajudar vocês aqui, Jai…Jailson?
– Lenha! Já aprendeu a cortar uma madeira no meio? Pois é isso que você irá fazer.

COMO ASSIM EU VOU CORTAR LENHA?! Respira, Sarah… E não pira!

– Jailson, eu não sei como posso ajudar com isso. – Indaguei enquanto ele ria.
– Fica tranquila, você só vai me ajudar a carregar as madeiras para o caminhão.
– Ah, sim. Claro. Desculpe, talvez tenha parecido que hesitei mas é porquê eu não tenho essa força e preparo para cortar lenha e…
– Mas tem bastante preparo para iludir adolescentes, né? – Perguntou ele com uma cara nada boa.
– Desculpa, Jailson… De verdade. Eu era uma idiota. – E agora eu que estou me chamando de idiota! A que ponto chegamos! – Eu não quis te iludir, mas eu posso te mostrar como amadureci.

Jailson McCormack. Eu lembrava dele nas aulas de biologia do último ano. Ele sabia tudo sobre árvores. Saber tudo sobre árvores há alguns anos atrás poderia ser bobo para mim mas hoje percebo que esse menino não tem só músculos, ele era inteligente, e gato. Muuuito gato!

– Tudo bem, Sarah. Eu era muito bobo… – Me respondeu humildemente.
– Era mesmo. – Não resisti. Eu sempre com a minha sinceridade cruel. – Desculpe, digo… Todos nós éramos bobos. Você era o mais inteligente da sala. Não foi para alguma faculdade? – Perguntei tentando mudar de assunto.
– Eu passei em algumas, mas meu pai ficou doente e precisei ficar na fazenda administrando os negócios da família. – Respondeu Jailson com um olhar triste.

***

Foram três meses do mais divertido serviço comunitário. Acho que vou ser malvada mais vezes já que a fiança é arrumar um namorado tão gente boa… Brincadeiras à parte, eu estava me transformando nos meus maiores sonhos. E isso fazia de mim uma mulher renovada e feliz. Jailson me ajudou muito a aprender a ser gentil com os mais necessitados. Toda quarta-feira nós íamos juntos de noite no bairro mais pobre de Great Falls entregar comida e honestamente, pode parecer hipócrita mas fazer o bem é muito mais recompensador, pois quando você vê o sorriso de gratidão das pessoas, percebe que “É isso! Felicidade é ser grato!”.

Nós estávamos felizes juntos. J. me dava muitas ideias e me incentivou a continuar a dançar, o que por mim eu teria desistido, e eu o incentivei a começar a faculdade de Administração e nós passamos um verão maravilhoso juntos. Eu tinha aberto uma escola de Ballet para crianças no centro da cidade, não me importava com as pessoas dizendo que “A Melhor Bailarina de Nova York virou Professorinha”, mas quem sabia da minha felicidade era eu e a opinião dos outros nunca me importou, ainda mais agora que sei que estou no caminho certo… Até que…

– Calma, meu amor! Por favor, fica comigo… – Meu choro desesperado segurando as mãos de J. suplicando para que ele sobrevivesse. Naquele dia, tínhamos um jantar romântico marcado e ele foi me buscar na Escola de Ballet, mas um carro atravessou o sinal e ele foi atropelado, bem na minha frente. Bem. Na. Minha. Frente.
– Senhorita, White, não poderá entrar a partir daqui! Iremos fazer o possível. – Disse Dr. Brandon.

Reparei enquanto via J. desacordado e ensanguentado, entrar no centro cirúrgico, que um pacote caía do seu bolso… Então peguei e abri.

“Casa comigo?”

Era um anel de noivado e dentro ele havia escrito isso, me pedindo em casamento. Por quê eu estava prestes a perder o amor da minha vida? Aquele que realmente me encontrei e me fez eu me tornar na melhor versão de mim? Eu estava tão fraca, não queria acreditar que aquele pesadelo estava acontecendo. Até que o Senhor McCormack chegou junto com meus pais… Pude me sentir um pouco mais amparada.

– Família de Jailson McCormack! – Exclamou Dr. Brandon enquanto levantávamos desesperados. – Venho informá-los que… Ele vai ficar bem!
– Graças a Deus! – Exclamamos todos juntos!

Eu me quebrei em milhões de pedaços, sim. Mas por acreditar em mim e aceitar que pessoas que me amam também acreditavam em mim, eu estava lá, naquele belo dia de outono, vestida de noiva, casando com quem agora era a razão de toda minha felicidade e regeneração. E assim prometi a J.: “Eu vou brilhar apenas para você!”

Fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s